Artigos

  • 02/10/2014
    Por favor, não desapareça
    É estranho o amor humano. Amamos apesar de sabermos que a pessoa amada pode deixar de existir a qualquer momento! Jorge Forbes analisa quatro tempos do amor.
  • 02/09/2014
    Já vi, Já sei
    Ver é saber? Nossa época, com seus gadgets eletrônicos, confunde informação com saber. Será que perdemos a capacidade humana de ver o novo? Jorge Forbes comenta.
  • 25/07/2014
    Gostar de sofrer
    É possível alguém gostar de sofrer? Muitas pessoas se aferram a um sofrimento de alto valor social, para se justificarem em suas dificuldades. Artigo publicado em IstoÉ Gente, julho 2014.
  • 25/06/2014
    Jeitinho brasileiro de amar
    Haveria um jeitinho brasileiro de amar? O que diferencia o brasileiro de outros povos, nesse quesito? Como analisa Jorge Forbes, nenhuma explicação de amor é em si suficiente. Publicado em IstoÉ Gente - junho 2014.
  • 16/06/2014
    O amor pede corpo
    Ela é perfeita. Ela é carinhosa de manhã à noite e, ainda por cima, ela é desligável... Mas o amor, como sempre, pede mais e esse mais é o corpo. Artigo de Jorge Forbes para a revista IstoÉ Gente.
  • 13/05/2014
    De janela aberta
    A janela aberta do Papa Francisco, ecoando as janelas quebradas de Nova York, representa uma mudança de paradigma: vencer pela vergonha e não pelo medo. Texto de Jorge Forbes para a revista IstoÉ-GENTE.
  • 23/02/2014
    Não existe relação sexual
    Com essa frase provocativa Jacques Lacan tumultuou a sensibilidade da intelligentsia francesa nos anos 70. Como desvendar o mistério do encontro entre dois amantes? É o que trata o artigo de Jorge Forbes para a Revista Gente IstoÉ (jan/fev 2014)
  • 22/01/2014
    Não procure, ache!
    As coisas importantes na vida acontecem apesar de nós e nos interpretam, diz Jorge Forbes, nesse artigo para a revista Gente IstoÉ. Clique para ler.
  • 22/01/2014
    Basta de dizer Eu Também
    Há quem pense que dizer Eu Também é ser solidário, mas não é nada mais que uma hipocrisia amável. Um psicanalista não diz Eu Também. Por que? Leia o texto de Jorge Forbes.
  • 06/12/2013
    Os psicanalistas dos tempos desbussolados
    Trabalho de Jorge Forbes apresentado no VI ENAPOL – Encontro Americano de Psicanálise de Orientação Lacaniana, na plenária “Os analistas diante da agitação do Real”. Buenos Aires, novembro de 2013.
  • 06/12/2013
    Pelada
    Fala-se muito em pele, quando o verão se aproxima. Para o psicanalista, pergunta-se: de quantas peles nos recobrimos? Em que pele nos reconhecemos? De que pele tratamos? Leia artigo de Jorge Forbes para Gente IstoÉ.
  • 26/10/2013
    Está todo mundo deprimido
    Os sentimentos podem ser medidos e controlados cientificamente? Vivemos uma desregulação generalizada da serotonina? Então, por que essa euforia de depressão? É o que analisa Jorge Forbes neste texto.
  • 15/09/2013
    Para que casar?
    Casar faz toda a diferença, mesmo que pareça ridículo proclamar o amor em público, em data e hora determinadas. Amor começa na palavra, mas só ganha sentido no corpo – analisa Jorge Forbes nesse artigo para a revista Gente IstoÉ.
  • 15/09/2013
    A globalização é feminina
    A globalização é feminina. Mas, ter corpo de mulher não garante o feminino. Qual a relação desse feminino com o movimento que ganha as ruas brasileiras? É o que Jorge Forbes analisa nesse artigo para Gente IstoÉ.
  • 10/08/2013
    Somos todos adotados
    Nada mais é como dantes era, do nascimento à morte, passando pelo amor, pela educação, pelo trabalho, etc., nos levando a uma crise de orientação, a um desbussolamento. Jorge Forbes analisa nesse artigo para a revista Gente IstoÉ, esse fenômeno que nos hipertrofia a sensação de “fui adotado”.
  • 27/06/2013
    Um novo feminismo?
    Nesta época de caminhos únicos e sinuosos, MBA rima com cuidar de filhos? A mulher da pós-modernidade legitima novas formas de viver esse tempo – seria um novo feminismo? Jorge Forbes analisa essa questão num artigo para a revista Gente IstoÉ.
  • 18/06/2013
    A mulher, de Lacan, que não existe
    Texto apresentado por Jorge Forbes no Simpósio realizado em Miami: “O que Lacan sabia sobre as Mulheres”, entre os dias 31 de maio e 2 de junho de 2013.
  • 19/05/2013
    Reencontros
    Existem duas maneiras básicas de reencontros: o reencontro do mesmo e o do diferente. Através de Isolda e de Roberto Carlos, Jorge Forbes explica, neste texto, porque uma saudade é gostosa de ter, no encontro surpreendente.
  • 17/04/2013
    O dedo de silicone
    Quando acham que agora podem saber tudo de você, porque te espiam, te filmam, te gravam, te devassam por toda parte, o máximo que eles conseguirão será um... dedo de silicone! Veja por quê, na coluna de Jorge Forbes, na Gente-IstoÉ.
  • 10/03/2013
    Folia Obrigatória
    Tristes tempos estes nos quais a alegria é obrigatória. Nada é suficiente. Mais, mais, mais, só paramos na exaustão, ou quando um acidente nos para. Mais, vamos, além do limite, não há limite. Talvez o céu para os piedosos; o inferno, para a maioria. Leia essa crônica de Jorge Forbes para a revista IstoÉ Gente.
Exibindo 1 - 20 de 181
12345678910 Próximo >