Quais são os novos horizontes da políticas de admissão da Escola?

22/07/2009 20h10

‘O que hoje já contemplamos do nosso futuro? Observamos que caminhamos para a radicalização de uma análise conduzida na direção de um real fora do sentido. O real fora do sentido não é o mesmo que o real do sentido que aprendemos, ao menos um pouco, a julgar nos cartéis do Passe. O real do sentido julga o pacto do Nome do Pai que estabelece uma ligação entre um saber construído com um real igualmente construído. Se avançamos na clínica, também avançamos no julgamento do Passe. Estamos mudando o final da análise - diferente de atravessar o fantasma - e temos que especificar o que entendemos agora como final, e como término, uma vez que fazer o Passe não exclui a retomada de uma análise, aliás, é significativo o número de AEs que retomaram uma análise. Alguns o fizeram pelo impacto da sua nomeação. Outros, aconselhados pelo Cartel do Passe que os nomeou e, ao mesmo tempo, sugeriu-lhes andar um pouco mais. Terceiros, analisam um mais além do testemunho feito.’

(Jorge Forbes: trecho do artigo ‘Quais são os novos horizontes da política de admissão da Escola?’, de 18 de agosto de 2001)