A importância da Psicanálise

22/07/2009 20h16

Havia uma expectativa no ar, no final do século passado, que, desvendando o DNA, a Genética eliminaria todas as dúvidas de nossa existência. Seria como se fosse uma astróloga certeira. Começaram a surgir arautos da morte de Freud. O homem finalmente desvendado não precisaria mais fazer psicanálise. Que bobagem! O que se viu foi justamente o oposto: os avanços magníficos da genética - a célula tronco, os diagnósticos preditivos, a farmacogenética, só para citar alguns -, evidenciaram a nova crise do sujeito humano confrontado com escolhas até então impensáveis. A Genética aprofunda a divisão subjetiva mostrando, “cientificamente”, que nem tudo está, nem nunca estará escrito: o futuro tem que ser interpretado, ainda mais que o passado. É necessária uma nova psicanálise, dita do Real, para elaborar uma nova ética e uma nova clínica, compatíveis aos nossos tempos.

(Jorge Forbes)