O Desuniverso

22/07/2009 20h24

Jacques Lacan

É claro para quem quer que seja que toma o viés pelo qual a análise nos permite renovar do que se trata no discurso, que isso implica se deslocar, eu diria, num desuniverso. Não é a mesma coisa que o diverso. Mas até esse diverso eu não repugnaria, e não só pelo que ele implica de diversidade, mas também no que ele implica de diversão.

(trecho da página 12 do Séminaire XVIII: D´un discours qui ne serait pas du semblant – tradução de Alain Mouzat)