Os Direitos Culturais

23/07/2009 19h54

Muitas vezes sentimo-nos dominados por forças obscuras; hoje sabemos melhor que somos nós que ameaçamos nossa própria sobrevivência, a de nossos descendentes, a de muitas espécies vegetais e animais e as condições climáticas que permitem nossa existência. Evidentemente, não se trata de substituir a segurança que nos davam os deuses protetores pela angústia da autodestruição, mas de deduzir da globalização e da crescente interdependência de todos os elementos da vida terrestre a consciência de nossa responsabilidade. Portanto, é igualmente nossa capacidade de criar, de transformar e de destruir nossa vida e nosso meio ambiente que nos obriga a voltar nosso olhar, fixado por tanto tempo na natureza e nos instrumentos que nos permitiram conquistá-la, para nós mesmos.

(Alain Touraine: Uma Novo Paradigma, p. 211)