Por Um Ideal ou Por Uma Causa

23/07/2009 21h42

Jorge Forbes

...Um grupo fundado em torno a um ideal é distinto do estabelecido por uma causa. Uma equipe de futebol, por exemplo, é um grupo marcado por um conjunto ideal: a camisa do time e sua história; a cidade, estado, ou país que representa; o objetivo de ser o melhor entre todos, de ganhar o campeonato, de subir no mais alto do pódio, o mais perto do ideal. Serve ao lema dos mosqueteiros: “um por todos, todos por um”. Pode-se fotografar o time ideal, os jogadores uniformizados e a taça brilhante no meio.

Um grupo fundado em torno a uma causa é disparatado em seu cenário. São muitos os caminhos que demonstram o excesso, a causa. O lema é o do um a um - não do empate - o um a um do particular sempre renovado, pois o todo é incompleto. Não há como fotografar uma comunidade causada, pois a inércia da pose anula a causa. A causa se deduz depois, como resultado do movimento.

O alicerce do grupo ideal é o reconhecimento: seus participantes usam uniforme para facilmente se reconhecerem nas condições mais variadas e difíceis. O uniforme auxilia o jogador, na zona do agrião, para saber a quem passar a bola; ajuda o soldado assustado a reconhecer de longe, desde sua trincheira, o amigo ou o inimigo.

O fundamento do grupo causado não é o reconhecimento mútuo, do branco e do preto, do amigo ou do inimigo, do irmão ou do estrangeiro; o fundamento é o mais repetido e menos utilizado affectio societatis, base de suporte das diferenças na convivência da mesma causa...

(Trecho do artigo "A Conversação", de abril de 1998 - leia a íntegra na seção "Escritos" - "Artigos" deste site).