“... Reusement!”

22/07/2009 20h14

Michel Leiris

No chão da sala de jantar ou de visita, o soldado de chumbo ou de papel machê, acaba de cair. Eu exclamei: “ Reusement!” Me corrigiram. E, por um instante, permaneço pasmado, entregue a uma espécie de vertigem. Pois essa palavra mal pronunciada, e da qual acabo de descobrir que ela não é na verdade o que tinha acreditado até então, me preparou para sentir confusamente – graças à espécie de desvio, de discrepância que foi dessa feita imprimido ao meu pensamento - em que a linguagem articulada, tênue tecido de minhas relações com os outros, me ultrapassa, estendendo para todo lado suas antenas misteriosas.

(trecho do livro Biffures – tradução de Alain Mouzat)