trecho de "Os psicanalistas dos tempos desbussolados"

06/12/2013 21h26

por Jorge Forbes

A segunda clínica lacaniana, a clínica dita do real, está em boa condição de desafiar o real, como queria seu criador, e ela o faz em dois movimentos fundamentais: o de responsabilizar o analisando frente ao acaso e à surpresa, inventando uma resposta forçosamente singular, pois o real não é o mundo, e, ato contínuo, de levá-lo a inscrever, a passar a sua diferença singular exatamente nesse mundo. É a forma que temos de continuarmos convivendo com o inevitável estranho real do qual somos constituídos – hoje mais evidente que ontem - mas transformando-o de sinistro amedrontador em ação criativa.

(trecho do texto “Os psicanalistas dos tempos desbussolados”