Um Voto Para a Pesquisa

23/07/2009 21h47

Jorge Forbes

As pesquisas foram as grandes perdedoras dessa eleição. Ficou evidente o erro de avaliação das porcentagens dos dois principais candidatos à Prefeitura de São Paulo. Junto à urna do malufismo, podem ser enterradas as tentativas de objetivarem o desejo humano, cifrando-o para caber em tabelas de aritmética elementar.

O senhores pesquisadores quantitativos já devem estar, neste momento, re-aprendendo que a desconsideração da subjetividade e das novas formas do laço social vão fazer com que fiquem berrando no vazio, na turma do Enéas.

Vamos ver quanto tempo mais será necessário para que pesquisadores das chamadas ciências humanas acordem, igualmente, com esse fato.

São os votos que ficam para contar.