São Paulo, 16 de julho de 2004
nº 4

Diferenças. De um lado, um cientificismo estatizado e um “economicismo” avançam sobre o campo psi, padronizando a clínica, abrindo canais de financiamento de seguradoras de saúde e cerceando canais de debate, vendendo a ilusão de tornarem mais garantidos os tratamentos. De outro, Carol Sonenreich demonstra a ineficácia clínica das classificações psiquiátricas (DSMs); Daniele Riva e Jorge Forbes acordam os embevecidos pelo sonho reducionista e ingênuo de fotografar o ego no cérebro; psicanalistas questionam uma associação que, subsidiada pelo CRP, propõe-se avaliadora da clínica de todos, sem querer ouvir muitos.
A quarta newsletter do Projeto Análise põe em cena o que Jorge Forbes e Gilles Lipovetsky dirão ser O Confronto da Pós-Modernidade: só responsabilidade e criatividade, hoje, combatem o reacionarismo de métodos e protocolos, que se alimenta de angústia. É tempo de ler o recém lançado Seminário X de Jacques Lacan.
 
Leia em  www.projetoanalise.com.br
 
   
  Pesquisar no Projeto Análise.   Complexo de Cientista.  
 
A Angústia será o tema dos módulos de pesquisa dirigidos por Jorge Forbes, nesse segundo semestre de 2004. Será realizada a leitura comentada do Seminário X de Lacan, à luz da atualidade renovada de “Inibição, Sintoma e Angústia. “Não há melhor momento que este, quando todos os valores estão questionados e no qual os padrões sociais desapareceram – deixando homens e mulheres à deriva de seus desejos – para tratar da incidência na clínica e no laço social, do único afeto que não engana: a angústia”. Para participar, envie um breve currículo dizendo de seu interesse, para o contato@projetoanalise.com.br, ou telefone (11) 3086-1433, (11) 3063-4094.
 
“Por que os psicanalistas querem tanto ser cientistas?” O neurologista Daniele Riva e o psicanalista Jorge Forbes redigiram uma incisiva crítica às tentativas atuais de neurologizar a psicanálise, ou vice-versa. Essas tentativas portam a mesma ideologia da “verdade científica” presente em iniciativas, em moda, de avaliação das práticas psi. O artigo nascido dessa parceira foi publicado no domingo, 11/9, na Folha de São Paulo, caderno Mais! Ciência.
 
  Psiquiatria sem evidências.   Gilles Lipovetsky no Brasil.  
 
A codificação nosográfica tentou garantir uma clínica-padrão, mas não conseguiu. Ao contrário, suprimiu em muito o debate científico, institucionalizando diagnósticos e tratamentos. Na terceira sessão do seminário “As Exposições Clínicas”, Sonenreich declara que confiável é apenas o médico disposto a responder à comunidade por suas escolhas, e assim examina as condições de cientificidade da psiquiatria, sem “evidências”. Você pode assistir, on-line, a trechos escolhidos de uma das exposições.
 
O autor de “Tempos Hipermodernos” e “Le Luxe éternel” chega em agosto para uma série de debates com Jorge Forbes, promovida pela CPFL, em Campinas, e pela FAAP, em São Paulo. Serão temas: “Do luxo sagrado ao luxo democrático” (CPFL, 19 de agosto), “O Confronto da Pós-Modernidade – O homem desbussolado” (FAAP, 24 e 25 de agosto) e “A inquietude do futuro – o tempo hiper-moderno” (CPFL, 26 de agosto).
 
  Tribunos e Protocolos.   O Projeto Análise informa:  
 
Seis psicanalistas posicionam-se em relação aos esforços atuais de regulamentação e avaliação da psicanálise, seja por associações sem poder normativo, pelos conselhos profissionais ou pelo Estado; seja sob o pretexto do perigo social da má prática, seja sob a conveniência de subsídios securitários ou outros. A psicanálise não comparte esses modelos de controle e adequação. Também não pode ser padronizada, nem avaliada sob parâmetros terapêuticos de práticas com ética divergente da sua, segundo os autores.
 
- A Associação Mundial de Psicanálise reúne-se na ilha baiana de Comandatuba, entre 3 e 6 de agosto, para seu IV Congresso: “A prática lacaniana, sem standard mas não sem princípios”.

- "Homem globalizado, com que direito?" é o tema da conferência do jurista Tercio Sampaio Ferraz Jr, que inaugura o programa: "Vivendo além dos limites", dirigido por Jorge Forbes, no Espaço Cultural da CPFL. A conferência será realizada na quinta-feira, 12 de agosto, às 19h. Conheça o programa completo.